Opções

Ache fácil

Educadores municipais decidem pelo indicativo de greve

Em campanha salarial, e numa demonstração de unidade, os educadores da rede municipal de ensino de Salvador superlotaram o Ginásio dos Bancários na manhã desta terça-feira (6), durante assembleia geral que aprovou indicativo de greve e também uma pauta mínima de reivindicações, com uma contraproposta de reajuste, bem como as propostas para a continuidade do movimento. As propostas foram aprovadas item por item, por esmagadora maioria dos participantes da assembleia, e serão encaminhadas pela APLB-Sindicato ao Executivo Municipal.

Após a assembleia os educadores, liderados pela APLB-Sindicato, saíram em caminhada até a Praça Municipal para dar o recado ao Prefeito sobre a disposição de luta da categoria contra o retrocesso e pela manutenção dos direitos. NENHUM DIREITO A MENOS!

Pauta Mínima:

  1. Reajuste salarial de 14,5%, para ativos e aposentados;
  2. Que a mudança de referência contemple todos e todas (estágio probatório/ Reda/ativos), de forma automática, retroativo a maio;
  3. Mudança de nível ainda este ano. A SMED deve apresentar o valor total do passivo que deve aos trabalhadores da Educação que solicitaram a mudança de nível, bem como apresentar critérios para o pagamento;
  4. Aumentar o número de cotas para liberação para o aprimoramento profissional;
  5. Aceitar a liberação do pagamento da gratificação de aprimoramento, com o acompanhamento da APLB;
  6. Concordar com os critérios para liberação da licença prêmio.

Propostas Para a Continuidade do Movimento:

  1. Indicativo de greve;
  2. Participar da greve geral do dia 30 de junho;
  3. Participar das manifestações do Dois de Julho;
  4. Reunião de Representantes no dia 04 de julho;
  5. Assembleia Geral no dia 06 de julho;
  6. Moções de repúdio aos vereadores Felipe Lucas e Alexandre Aleluia; e também ao deputado Eduardo Bolsonaro, que serão encaminhadas à Câmara Municipal de Salvador e à Assembleia Legislativa de São Paulo, respectivamente;
  7. Moção de apoio à greve dos vigilantes;
  8. Luta conjunta com os demais servidores municipais;
  9. Ato Público em defesa da EJA;
  10. Participação efetiva de toda a categoria nas atividades promovidas pela FBP, FPSM e Centrais Sindicais contra as reformas, pelo Fora Temer! Diretas já!;
  11. Participar da Feira Estadual da Reforma Agrária promovida pelo MST, nos dias 08 e 10 de Junho, na Praça da Piedade;
  12. Participar do Congresso da CTB, nos dias 09 e 10 de junho – Fazer denúncias contra o Executivo Municipal com visual, nota pública, moção de repúdio, etc;
  13. Participar do Ato Político Cultural pelas Diretas Já!, no dia 11 de junho, às 14 h, no Farol da Barra;
  14. Forró da APLB – Arraiá do Fora Temer! Diretas Já!- Dia 14 de junho, a partir das 20 horas (sindicalizado pode retirar 02 convites na sede da APLB, nos dias 12, 13 ou 14);
  15. Manter as reuniões por polo, com manifestações nos bairros – convocar a comunidade escolar;
  16. Intensificar a Campanha “A ESCOLA QUE TEMOS/A ESCOLA QUE QUEREMOS”

16.1. Encaminhar para a APLB-Sindicato relatório sobre a situação das escolas, com fotos, para serem encaminhadas ao MPF, denunciar na imprensa, visuais (cartazes, faixas, pirulitos, etc);

  1. GREVE GERAL definida para o dia 30 de junho;
  2. Manter o movimento vivo ocupando a imprensa, denunciando as ações danosas de ACM Neto: nota paga em TV, nota paga em jornal (já publicamos uma), outdoor, etc.;
  3. Escola sem mordaça: continuar colhendo as assinaturas junto à comunidade escolar;
  4. Realizar debates e seminários sobre diversos temas, como Escola Sem Mordaça (em parceria com o Fórum Baiano Escola Sem Mordaça, onde a APLB participa) EJA, servidores da educação;
  5. Cursos de formação sindical para os representantes de escola.

Crédito das fotos: Walmir Cirne

 

 

Notícias anteriores:

Educadores da rede municipal reunidos em assembleia geral na manhã desta terça-feira, 6, no Ginásio dos Bancários

Antes da assembleia foi realizada uma reunião com os representantes de escolas. Na página de facebook da APLB-Sindicato você pode acompanhar a assembleia ao vivo.

 

PROPOSTAS PARA A ASSEMBLEIA GERAL DA REDE MUNICIPAL

Na última sexta-feira (2) foi realizada reunião de representantes de escola, a primeira após a eleição, quando foram discutidas propostas para serem levadas à assembleia geral da categoria. Também foram recepcionados os representantes novos e reeleitos!

De acordo com a diretora Elza Melo, em Salvador, a atual gestão tem seguido fielmente a agenda neoliberal do governo Federal quando não prioriza a educação, quando retém direitos dos educadores previstos em lei, não concede reajuste salarial, não preenche o quadro de professores nas escolas deixando alunos em casa, sem aulas, não disponibiliza o fardamento para os alunos, de escolas sem água, sem energia, da não manutenção da estrutura das escolas, da cultura das multas para impor mais um tributo para o povo soteropolitano, do aumento abusivo do IPTU, enfim, “é a administração de muita propaganda, do circo, mas sem o pão”.

LUTAMOS:
• Pela retirada das PECs sobre as reformas (previdência, trabalhista);
• Contra a Terceirização (senado e prefeitura de Salvador);
• Combate à corrupção;
• Fora Temer! Diretas já!
• Por Reajuste Salarial;
• Pela liberação das mudanças de nível, licenças prêmio e aprimoramento, mudança de referência, etc;
• Reafirmar posição da APLB-Sindicato acerca da Gratificação de Periferia, expressada em documento encaminhado à administração municipal;
• Por uma Escola Sem Mordaça em contraposição à Escola Sem Partido;
• Por condições dignas de trabalho (reserva de jornada de trabalho, estrutura física das escolas, falta de material didático e de suporte, fardamento);
• Contra a forma como a PMS está terceirizando a alimentação escolar; 
• Pela qualidade da alimentação escolar;
• Contra o Assédio Moral (nas escolas, na SMED, nas redes sociais).

Veja flagrantes do evento nas fotos de Walmir Cirne:

 

  

 

 

   

 

A APLB-Sindicato convoca os educadores da rede municipal para assembleia geral, no próximo dia 06 de junho (terça-feira), às 9 h, no Ginásio dos Bancários (Ladeira dos Aflitos)

A assembleia será antecedida de reunião de representantes, marcada para o dia 02 de junho (sexta-feira), às 14h, na Fundação João Fernandes da Cunha – Largo do Campo Grande.

ATENÇÃO: As reuniões dos Pólos Subúrbio II e Cabula, que estavam agendadas para esta quarta-feira (31), às 8:30h e 14h, respectivamente, foram suspensas em razão da audiência pública da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal, que ocorrerá na mesma data, quando a Sefaz fará a apresentação do relatório fiscal do Executivo), no auditório do Centro de Cultura da Câmara, e também devido à votação, na sessão ordinária, à tarde, do Projeto de Lei Complementar Nº 03/17, que dispõe sobre a gestão do Regime Próprio de Previdência e cria o Fundo Municipal da Previdência do Servidor (Fumpres).

Confira abaixo nossa agenda de atividades:
 CRONOGRAMA DE REUNIÕES POR POLO REALIZADAS PELA APLB-SINDICATO
DATA/DIA
 
HORÁRIO
POLO
LOCAL
25/05 (QUINTA-FEIRA)
 
8h 30
14 h
CENTRO/BROTAS
CIDADE BAIXA
 
Auditório da APLB-Sindicato
CMEI Baronesa de Sauipe
29/05 (SEGUNDA-FEIRA)
 
9 h
14 h
AUDITÓRIO CENTRO CULTURAL DA CÂMARA
SUBÚRBIO I
Seminário sobre “Escola sem Partido”
SUSPENSA
30/05 (TERÇA-FEIRA)
8h 30
 
14 h
PIRAJÁ
 
CAJAZEIRAS
Escola Municipal Dr Orlando Imbassahy
 
CMEI Rafael de Oliveira
 
31/05 (QUARTA-FEIRA)
8h 30
 
14 h
SUBÚRBIO II
 
CABULA
SUSPENSA
 
SUSPENSA
01/06 (QUINTA-FEIRA)
8h 30
 
14 h
LIBERDADE
 
SÃO CAETANO
Esc. Mun. Abrigo Filhos do Povo
 
SUSPENSA
 
02/06 (SEXTA-FEIRA)
 
14 h
 
REUNIÃO REPRESENTANTES  DE ESCOLA ELEITOS
 
Fundação João Fernandes da Cunha – Largo do Campo Grande
05/06 (SEGUNDA-FEIRA)
8h 30
 
14h
ORLA
 
ITAPUÃ
Escola Municipal Teodoro Sampaio
 
Metodista Susana Wesley
 
06/06 (TERÇA-FEIRA)
 
9 h
 
ASSEMBLEIA GERAL
 
Ginásio dos Bancários

 

Top