APLB-Sindicato – Rede Estadual e Interior – Assembleia discute campanha salarial e reafirma a paralisação nacional nos dias 23, 24 e 25 de abril

Assembleia discute campanha salarial e reafirma a paralisação nacional nos dias 23, 24 e 25 de abril

9 de abril de 2013 109
Assembleia I Assembleia II

Mais uma vez a união da categoria foi o que prevaleceu durante a assembleia geral realizada na manhã desta terça-feira (09), no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários. O espaço esteve lotado de trabalhadores em educação da Rede Estadual – da capital e de caravanas do interior.

O coordenador-geral da APLB-Sindicato, Rui Oliveira falou sobre os rumos da Campanha Salarial 2013 e apresentou a proposta da agenda de luta para votação. A categoria votou e decidiu participar da Paralisação Nacional que acontece nos dias 23, 24 e 25 de abril.
A greve a nível nacional é uma convocação da CNTE para todos os trabalhadores da educação e a sociedade para a Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública pela votação do PNE, que se encontra no Senado, também pelos 10% do PIB para educação, o piso salarial nacional e a profissionalização dos funcionários da educação.

CAMPANHA SALARIAL 2013

 Como é do conhecimento da categoria, em 14 de janeiro de 2013 encaminhamos à Secretaria da Educação a pauta de reivindicações da categoria, aprovada em assembleia com os itens abaixo:

  1. Ano Letivo;

  2. Redução da carga horaria (Lei do Piso);

  3. Tablets;

  4. Piso Salarial;

  5. Pagamento da Promoção (7%) – Retroativo a novembro;

  6. Vale- cultura;

  7. Readaptados;

  8. Abono de permanência;

  9. Profuncionário;

  10. Alteração da carga horária;

  11. Aposentadoria;

  12. Redução de Carga Horária.

Após diversas reuniões de negociação, apresentamos as respostas do Executivo Estadual:

1.Ano letivo foi fechado único calendário com o inicio do ano letivo em abril.

  1. Redução de CH – o governo se compromete a cumprir a lei do piso reservando 1/3 da jornada para AC. A implantação deverá ser feita ao longo do ano. Para os professores de 40 horas reduzirá de 28h (o que é hoje) para 26 horas em sala de aula. Caso não tenha professor para substituir os professores receberão as duas horas em forma de pecúnia até que a situação seja regularizada. No próximo ano todas as programações serão feitas com base na lei, com até no máximo 26 horas, para uma jornada de 40 horas. Haverá uma comissão, com a participação da APLB para acompanhar todo o processo.

  1. Tablets- Já foi contratado o fornecimento dos tablets, esta sendo definida a forma de entrega.

  1. Piso Salarial – Em discussão

 

  1. Reajuste salarial- O governo diz que está garantido o reajuste(INPC).

  1. Pagamento da Promoção (7%) – foi feito o pagamento retroativo a novembro da primeira etapa, a segunda etapa esta garantida, retroativa a março conforme o estabelecido.

7.   Vale Cultura- em discussão.

  1. Readaptados – Atualmente, quem está em readaptação tem grandes perdas em seus vencimentos, pois perde as vantagens. Fruto de muita discussão, já esta pronta Minuta do Projeto de Lei (já Visto pela PGE) para envio à Assembleia Legislativa a fim de corrigir estas distorções e garantir que os readaptados tenham os seus direitos resguardados;

  1. Abono de permanência – garantido aos/às servidores/as que estão aptos para se aposentar e continuam em atividade (deixa de recolher o FUNPREV). Os processos demoravam a serem analisados. A SEC está revendo o fluxo da tramitação para agilizar a concessão do beneficio incluindo aí os que já estão aposentados/as.

  1. Profuncionário – está sendo discutida a minuta do Projeto de Lei que irá conceder ao/às funcionários que concluíram o curso Pró funcionário uma gratificação de 15% (comissão com a participação da APLB).

  1. Alteração de carga horária (de 20h para 40h) – conforme já anunciado pelo governador, será feita a alteração de carga horária ainda no mês de abril. Todos os processos que deram entrada serão analisados.

  1. Aposentadoria – a portaria nº 55/2013 da PGE, publicada no dia 21 de março no DO, dispensa a necessidade dos processos passarem pela PGE se tiverem adequadamente instruídos, o que dará maior rapidez à tramitação dos processos. Continua valendo o afastamento de sala de aula do profissional que não tenha seu processo publicado depois de seis (06) meses (caso esteja devidamente instruído). Segundo a SEC os casos que estão ainda em tramitação após esse prazo é porque existem lacunas na documentação apresentada.

  1. Licença-prêmio – Os professores que se aposentaram nos últimos 5 (cinco) anos e não usufruíram alguma licença-prêmio, mesmo depois de aposentados devem dar entrada em RDV solicitando o recebimento em forma de pecúnia;

Microsoft Word - AGENDA DE LUTA APROVADA NA ASSEMBLEIA.doc

*ATENÇÃO: Plenária de Readaptados agendada para o dia 22 de maio. Clique aqui e saiba mais.

Crédito das fotos: Walmir Cirne

Este é um ano de luta. Em nível nacional, nos dias 23, 24 e 25 de abril teremos uma greve nacional pela votação do PNE, que se encontra no Senado, também pelos 10% do PIB para educação, o piso salarial nacional e a profissionalização dos funcionários da educação.

VAMOS CONTINUAR UNIDOS E MOBILIZADOS!

109 Comentários »

  1. katia 19 de junho de 2013 at 3:21 - Reply

    E A URV? NINGUEM FALA NADA DO SINDICATO>SERÁ QUE ELA AINDA EXISTE?

  2. Célia 5 de junho de 2013 at 22:09 - Reply

    Gostaria de um esclarecimento acerca do Abono de Permanência.É o seguinte: dei entrada em 2008,o processo ficou parado até este ano.Foi publicado no DO em 27/03/2013 está na PGE. Qual o tempo de espera para ser concluído e concedido?Por que algumas colegas já receberam tão rápido?Achei que, uma vez publicado, já estava ok,para ser pago….Por favor,façam alguma coisa,para agilizar o pagamento!!!
    Obrigada

  3. luciana sertorio 25 de abril de 2013 at 17:29 - Reply

    Onde está o reajuste desse ano, o repeito ao REDAS e PST’S, a URV e a preocupação real do sindicato com a valorização do PROFESSOR? As assembléia são feitos por pauta, para DESMOBILIZAR OS PROFESSORES. Temos que ter respostas do sindicato em relação ao reajuste de no mínimo 5,84 RETROATIVO A JANEIRO DE 2013. Como o sindicato está agindo? ou não está? A categoria precisa de resposta e além disso, ESTAMOS DE OLHO.

  4. Paulo Bonfim Filgueiras da Silva 23 de abril de 2013 at 13:54 - Reply

    AVANÇAR COM EXPERIÊNCIA
    JÁ PARTICIPAMOS DE MOBILIZAÇÃO, PANFLETAGEM, BAZAR, FEIRA, ANIVERSÁRIO DA APLB, GREVE, FORMATURA, PALESTRAS, DEBATES, SEMINÁRIOS, CURSOS, CONSELHOS, CONGRESSOS, CULTO ECUMÊNICO, ASSEMBLÉIA, PLENÁRIAS, ATENDENDO SEMPRE AOS ANSEIOS DA NOSSA CATEGORIA E FIRME NOS NOSSOS PROPÓSITOS, APRESENTADOS NA PLATAFORMA DE LUTA DA CHAPA 1 – AVANÇAR COM EXPERIÊNCIA RENOVAÇÃO E UNIDADE.
    TEMOS UMA VASTA EXPERIÊNCIA E AGENDA PARA O PRIMEIRO SEMESTRE. MELHORAMOS E REORGANIZAMOS A SEDE DA APLB, CONTINUAMOS MELHORANDO O NOSSO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO, FIZEMOS PRESTAÇÕES DE CONTAS, ESTAMOS FORTALECENDO A PARTICIPAÇÃO DOS APOSENTADOS E ORGANIZANDO OS REPRESENTANTES DE ESCOLAS. VAMOS INTENSIFICAR O PROJETO DE APLB-EXPÕE, ASSISTIR FILMES DIVERSOS E CONTINUAR NO COMBATE DO ASSÉDIO MORAL E AO RACISMO NO AMBIENTE DE TRABALHO, MANTER INTERCÂMBIO SINDICAL COM PAISES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA, QUEM SABE SERÁ QUE ESTAMOS NA HORA DE DISCUTIR A FEDERALIZAÇÃO DO ENSINO? VAMOS A PARALISAÇÃO NACIONAL NOS DIAS 23, 24 E 25 DE ABRIL DE 2013, QUEREMOS 100% DOS ROYALTIES DO PETRÓLEO E 10% DO PIB PARA A EDUCAÇÃO, PNE JÁ, PISO, CARREIRA, JORNADA, PROFISSIONALIZAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA EDUCAÇÃO, CONVENÇÃO 151 DA OIT E A URV.
    VAMOS A LUTA.
    PAULO FILGUEIRAS

  5. Alexsandro Matos 23 de abril de 2013 at 11:22 - Reply

    Ai o link com o informativo da APLB de Araci alterando os dias de paralisação e dizendo que foi a pedido dos servidores. Absurdo! Muitos estão revoltados com Gisselmar e a desfiliação começou. Há boatos sobre a criação de um novo sindicato em Araci já que o coordenador critica os professores nas reuniões e elogia o prefeito apesar dos seus desmandos. http://aracinews.com/noticias/utilidade-publica-3/#more-1489

  6. Lila 22 de abril de 2013 at 22:11 - Reply

    Os professores que aposentaram nos últimos cinco anos e não usufruíram alguma licença-prêmio, devem dar entrada em RDV solicitando o recebimento em forma de pecúnua tem direito e quem já tem seis anos de aposentado e não recebeu nenhuma até hoje também tem o mesmo direito? Responda-me por favor, APLB.

  7. Aurelina Mutti 22 de abril de 2013 at 21:21 - Reply

    Assessoria

    ÀS 11:45H DO DIA 22/04 QUE VOCÊS VIERAM AVISAR A RITA READAPTADA PELO SITE, QUE A PLENÁRIA MARCADA PARA AS 9H FORA MUDADA. READAPTADOS COM PROBLEMAS DE CORDAS VOCAIS, PROBLEMAS DE VISÃO, PROBLEMAS PSIQUIÁTRICOS, PERDERAM A MANHÃ LÁ ESPERANDO, SEM UMA SATISFAÇÃO DE QUE A PLENÁRIA NÃO IRIA ACONTECER.
    ESTAMOS TODOS DECEPCIONADOS COM O DESCASO DE VOCÊS.

  8. Thamirys 22 de abril de 2013 at 20:49 - Reply

    Caros professores, estou no terceiro ano do ensino médio e fico preocupada com a possibilidade de uma nova greve como a do ano passado, existe o risco de isto acontecer?

    • GRAÇA 24 de abril de 2013 at 18:28 - Reply

      Tamirys, eu como agrande maioria dos professores não desejo passar por outra greve a lembrança e as consequências dela estão muito recentes em nossas memórias. Foram dias terríveis. Sofrimento, humilhação, mortes…
      Agora creio que não haverá outra. Mas motivos temos de sobra!!!
      Mas não posso falar pela categoria, é uma opinião pessoal. Pensamos em vocês nossos alunos, nós professores responsáveis mas precisamos também lutar pelas melhorias na profissão.
      O Governo tem uma queda de braço conosco, ele não cede, e não justifica com dados o porquê de não cumprir o que a Lei Federal determina.
      Vamos sim permanecer na fé que um dia tenhamos mais reconhecimento e vocês tenham realmente a educação merecida.
      Nos falta não só remuneração melhor, falta melhores condições de trabalho, falta material pedagógico, falta operação nos laboratórios de informática que precisam de manutenção e q burocracia não permite que seja feita com fluidez.
      É muita coisa…
      Mas estamos no caminho quando vocês questionam e se preocupam com a educação de vocês!
      Desejamos indivíduos mais politizados, para assim tentarmos transformar o espaço em que vivemos.

  9. Alice 22 de abril de 2013 at 20:29 - Reply

    como é que vai ficar o nosso salario de Tec. Administrativo o salario base é R$629,00, desde de abril de 2012, e novo salario ainda não se sabe quando vai pagar, até agora não pagou, que era para sair em folha de março de ano de 2013. como vamos ficar , porque a APLB não olha o nosso salario (Tec e AG.Adm), é porque são poucos já estamos presta a se aposentar., queremos uma solução e resposta.

  10. Maria 22 de abril de 2013 at 19:47 - Reply

    E ainda tem gente que acredita em algum acordo com ” Waguinho ” ( o governador , desta terra sem governo )e o belo e faceiro sindicato !

  11. Francisco 22 de abril de 2013 at 17:54 - Reply

    Alguem poderia explicar como se calcula a hora-aula de um professor.

  12. Paulo Bonfim Filgueiras da Silva 22 de abril de 2013 at 16:41 - Reply

    GREVE E FORMATURA
    JÁ PARTICIPAMOS DE MOBILIZAÇÃO, PANFLETAGEM, BAZAR, FEIRA, ANIVERSÁRIO DA APLB, GREVE, FORMATURA, PALESTRAS, DEBATES, SEMINÁRIOS, CURSOS, CONSELHOS, CONGRESSOS, CULTO ECUMÊNICO, ASSEMBLÉIA, PLENÁRIAS, ATENDENDO SEMPRE AOS ANSEIOS DA NOSSA CATEGORIA E FIRME NOS NOSSOS PROPÓSITOS, APRESENTADOS NA PLATAFORMA DE LUTA DA CHAPA 1 – AVANÇAR COM EXPERIÊNCIA RENOVAÇÃO E UNIDADE.
    TEMOS UMA VASTA EXPERIÊNCIA E AGENDA PARA O PRIMEIRO SEMESTRE. MELHORAMOS A SEDE DA APLB, CONTINUAMOS MELHORANDO O NOSSO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO, FIZEMOS PRESTAÇÕES DE CONTAS, ESTAMOS FORTALECENDO A PARTICIPAÇÃO DOS APOSENTADOS E ORGANIZANDO OS REPRESENTANTES DE ESCOLAS. VAMOS INTENSIFICAR O PROJETO DE APLB-EXPÕE, ASSISTIR FILMES DIVERSOS E CONTINUAR NO COMBATE DO ASSÉDIO MORAL E AO RACISMO NO AMBIENTE DE TRABALHO, MANTER INTERCÂMBIO SINDICAL COM PAISES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA, QUEM SABE SERÁ QUE ESTAMOS NA HORA DE DISCUTIR A FEDERALIZAÇÃO DO ENSINO?
    VAMOS A PARALISAÇÃO NACIONAL NOS DIAS 23, 24 E 25 DE ABRIL DE 2013, QUEREMOS 100% DOS ROYALTIES DO PETRÓLEO E 10% DO PIB PARA A EDUCAÇÃO, PNE JÁ, PISO, CARREIRA, JORNADA, PROFISSIONALIZAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA EDUCAÇÃO, CONVENÇÃO 151 DA OIT E A URV.
    UM FORTE ABRAÇO E MUITA LUTA
    DO COLEGA
    PAULO FILGUEIRAS

  13. Marilene 22 de abril de 2013 at 12:45 - Reply

    A APLB afirma que foi fechado o acordo de um único calendário para início das aulas em abril, mas a DIREC 26 apresentou para as escolas um calendário com início do ano letivo no dia 06 março. Afinal, onde está a verdade?

  14. RITA 21 de abril de 2013 at 23:25 - Reply

    PROFESSORE READAPTADOS .
    NÃO DEIXEM DE PARTICIPAR DA PLENARIA, 2ª FEIRA AS 9 H NO AUDITÓRIO DA APLB SINDICATO.
    É DE GRANDE INTERÊSSE NOSSO.
    VAMOS NOS UNIR, POIS JÁ FOMOS BASTANTE PREJUDICADOS E PRECISAMOS DE COMPARECER.
    OBRIGADO A TODOS E FIQUEM COM DEUS.

    • assessoria 22 de abril de 2013 at 11:46 - Reply

      Rita a plenária será realizada no dia 22 de maio, às 9 horas no auditório da APLB.

  15. PROFESSORA TRISTE 21 de abril de 2013 at 20:17 - Reply

    A DIREÇÃO DA ESCOLA POLIVALENTE DE ARATU TOMOU A DECISÃO DE ABRIR AS PORTAS DURANTE A PARALISAÇÃO NACIONAL, VAI FAZER COM QUE OS PST(PRESTADORES DE SERVIÇO TEMPORARIOS) DEEM AULA. QUE TIPO DE GESTÃO É ESSA? QUE AGE DE MANEIRA DELIBERADA, ANTE AS DECISÕES DE UMA CLASSE INTEIRA. PRECISAMOS REVER CERTOS TIPOS DE GESTORES.

  16. Graça 21 de abril de 2013 at 18:56 - Reply

    Rui

    Por favor fale alguma coisa sobre o reajuste dos aposentados, qual o motivo de tanto silêncio? Sabemos que vc quando aposentar vai ser no cargo da APLB deve ser por isso que não está preocupado com os aposentados.

  17. Marilda Aquino dos Santos 21 de abril de 2013 at 16:47 - Reply

    Fico a me perguntar: O que estamos esperando deste Governo cruel, autoritário e não producente? Arena Fonte Nova? E a Arena que é a nossa vida? Aposentei-me em outubro e nunca tinha gozado licença prêmio. Nada recebi. Agora vem que será paga em pecúnia. Quando? Se a DIREC não receber o RDV como ficamos? AH, governo maldito. Está perto… Aguarde

  18. Marilda Aquino dos Santos 21 de abril de 2013 at 16:46 - Reply

    Fico a me perguntar: O que estamos esperando deste Governo cruel, autoritário e não producente? Arena Fonte Nova? E a Arena que é a nossa vida? Aposentei-me em outubro e nunca tinha gozado licença prêmio. Nada recebi. Agora vem que será paga em pecúnia. Quando? Se a DIREC não receber o RDV como ficamos?

  19. professor revoltado 21 de abril de 2013 at 16:16 - Reply

    Estamos caminhando para eleições 2014 para varrer a Bahia desses petistas que só fêz prejudicar os funcionários publico da Bahia bem como esses sindicatos que trabalham em pró desse tipo de governo popular.

  20. Juliana de Almeida 21 de abril de 2013 at 9:47 - Reply

    REPASSANDO…

    por Regina Tereza Rêgo
    De: Zenaide Ribeiro
    Data: 20 de abril de 2013 11:05

    Bom dia. Estive ontem em uma reunião da AFPEB com a FETRAB e mais nove associações do funcionalismo público. A indignação é geral. O sr. José Neto afirmou em reunião com os dirigentes da AFPEB, nessa semana, que 26 estados da federação não têm como pagar o funcionalismo (nas entrelinhas…nós seremos o 27º). Ficou decidido na assembleia de ontem que o dia 25/04/13 será um dia de paralisação de TODO o funcionalismo público do estado da Bahia. Temos de mostrar a esse governo que merecemos respeito e queremos o que é nosso de direito. Faremos uma manifestação na Governadoria às 9h. Ficou ainda acordado que haverá notas na mídia para que haja grande número de participantes. Repassem a todos os seus contatos.

  21. Maia 21 de abril de 2013 at 7:51 - Reply

    Abono de permanência – garantido aos/às servidores/as que estão aptos para se aposentar e continuam em atividade (deixa de recolher o FUNPREV). Os processos demoravam a serem analisados. A SEC está revendo o fluxo da tramitação para agilizar a concessão do beneficio incluindo aí os que já estão aposentados/as.
    Licença-prêmio – Os professores que se aposentaram nos últimos 5 (cinco) anos e não usufruíram alguma licença-prêmio, mesmo depois de aposentados devem dar entrada em RDV solicitando o recebimento em forma de pecúnia;
    Esta decisão já ESTÁ VALENDO? OU PRECISA SER PUBLICADA NO DIARIO OFICIAL?
    RUI COLABORE PARA RESOLVER OS PEDIDOS DE ABONO PERMANENCIA.
    GRATA

  22. Maria 21 de abril de 2013 at 5:28 - Reply

    VERGONHOSO ! ! !
    Classe dividida ! ! !
    APOSENTADOS QUEREM REAJUSTE ! ! !
    Ação judicial ! ! !

  23. Professora 20 de abril de 2013 at 12:54 - Reply

    Olá Aplb, fiquei sabendo que existe uma escola no Bonocô que mudou a data da paralisação para 24,25 e 26, ou seja, quarta, quinta e sexta.

  24. Telma da Costa Pinto 20 de abril de 2013 at 11:54 - Reply

    Eis aí a resposta ao item 12:
    Resposta da sua manifestação junto à Ouvidoria do(a) SEC‏

    Ouvidoria Geral do Estado da Bahia (sgo_oge@ouvidoria.ba.gov.br)
    Adicionar a contatos
    15/04/2013
    [Manter esta mensagem na parte superior de sua caixa de entrada]
    Para: proftelminha@hotmail.com
    Imagem de Ouvidoria Geral do Estado da Bahia

    =========================================================
    NÃO RESPONDA ESTE E-MAIL. SUA RESPOSTA NÃO SERÁ RECEBIDA.
    =========================================================

    Prezada Senhora Telma da Costa Pinto,

    Trata-se o presente registro, formalizado na Ouvidoria Geral do Estado sob o nº 566286 encaminhado a essa Ouvidoria Especializada da Secretaria Estadual da Educação, para responder ao pedido de informação a respeito de afastamento definitivo de servidor, para o qual apresentam-se os seguintes esclarecimentos:

    É desconhecido a vigência de lei estadual que regulamente o afastamento do professor por já ter processo de aposentadoria sob análises por mais de 6 meses.
    Sendo assim, essa Ouvidoria orienta que a servidora procure o próprio Sindicato (APLB), para obter orientações a respeito do assunto, uma vez que a própria servidora afirma que as informações partiram da APLB.
    Pois, o que se sabe, é que a Secretaria da Educação firmou acordo com a PGE, para que os processos que não tenham problemas com a vida funcional do servidor não precisem passar pela PGE, para parecer do órgão a respeito de direitos, já que esse procedimento atrasa a finalização do processo.
    Observando que o processo da servidora foi um dos quais já tiveram o opinativo da PGE, o mesmo não se enquadra no grupo dos quais dependem somente da Secretaria da Educação do Estado, podendo ainda ser submetido à Procuradoria Geral do Estado (PGE) para análises.
    Dessa forma, poderá a servidora também entrar em contato com a Coordenação de Afastamento Definitivo (CAD), da Secretaria da Educação do Estado, para saber a respeito da real situação do seu processo de aposentadoria.
    Tel.: (71) 3115-9111.

    Atenciosamente,
    Ouvidoria/Secretaria à Secretaria da Educação do Estado.
    http://www.educacao.ba.gov.br

  25. RITA 20 de abril de 2013 at 8:43 - Reply

    RUY
    VCS PRECISAM MANDAR UMA COMISSÃO PARA VER DE PERTO O QUE ESTAR ACONTECENDO EM TAIRÚ. OS PROFESSORES ESTÃO SEM A MÍNIMA CONDIÇÃO DE TRABALHAR.
    A FALTA DE TRANSPORTE ESTAR DEIXANDO PROFESSORES NOS ENTRONCAMENTOS AS 22 h ARRISCANDO SUA VIDAS. OS ALUNOS ESTÃO SENDO PREJUDICADOS PELO MESMO MOTIVO.
    É ASSIM QUE QUEREMOS EDUCAÇÃO DE QUALIDADE ? IMPOSSÍVEL…..

  26. Josulmira Alves Menezes 19 de abril de 2013 at 21:19 - Reply

    Ruy,

    Os aposentados terão o mesmo reajuste de quem está na ativa?

    A LUTA CONTINUA.

  27. Josulmira Alves Menezes 19 de abril de 2013 at 19:03 - Reply

    Ruy,
    Como anda a revogação da lei nº 19.776 de 12 abril de 2012 que transformava salários em subsídios a remuneração total (DIREITOS ADQUIRIDOS), dos professores aposentados até 2009 com licenciatura curta, com titulação não licenciados e ensino médio completo? A obrigatoriedade do curso com licenciatura plena só para o exercício do magistério SÓ FOI APROVADA PELO CONGRESSO NACIONAL EM 2010. Portanto, quem se aposentou antes de 2010 ainda não fazia parte da lei citada acima, pois a mesma ainda não estava em vigor.

    A LUTA CONTINUA.

  28. Professor desunificado 19 de abril de 2013 at 17:11 - Reply

    Por favor, Assessoria que está respondendo a alguns questionamentos nos Comentários deste site, por favor dê alguma informação sobre os processos de UNIFICAÇÃO DE CADASTRO que estão há mais de quatro anos parados na SEC/BA, especificamente na Corregedoria Setorial da Educação.

  29. maiana 19 de abril de 2013 at 16:49 - Reply

    Olha o que eles dizem sobre alteração de carga horária de 20/40h
    Por força do Art. 45 da Lei 8.261 de 29 de maio de 2002 que garante a possibilidade dos docentes do quadro do Magistério Público do Estado da Bahia a pleitearem a alteração do regime de trabalho de 20 para 40 horas semanais, esta Ouvidoria informa que a Secretaria da Educação do Estado tomou as medidas que visaram a regulamentação dos novos critérios para a alteração de carga horária, tendo em vista que o Decreto 12.583, de 09 de fevereiro de 2011, veta procedimentos que impliquem em aumento de despesas com pessoal.
    De acordo com informações da Superintendência de Pessoal, foi realizado o levantamento das vagas reais em cada Instituição de Ensino, bem como a especificação das áreas de conhecimento de maior carência nessas Unidades , pois, de acordo com o projeto de reformulação dos critérios para alteração do regime de trabalho, as áreas prioritárias para a concessão de alteração de carga horária foram as de maior carência de docentes, onde destacaram-se as disciplinas de Matemática, Química e Física; foi também valorizada a ampliação de carga horária para o professores que desejaram a alteração do regime de trabalho para as unidades onde já atuavam com a carga horária de 20 horas.

    No entanto, este procedimento está suspenso devido ao processo de lotação dos novos concursados. Concluída essa ação, os processos de alteração de regime em andamento serão analisados com base nos critérios acima citados.

    Atenciosamente,

    Ouvidoria/Secretaria da Educação do Estado da Bahia.
    http://www.educacao.ba.gov.br
    ouvidoria@educacao.ba.gov.br

  30. josineide 18 de abril de 2013 at 20:55 - Reply

    sobre essa parada nacional haverá reposição de aulas ?

  31. Carlos Andrade 18 de abril de 2013 at 19:50 - Reply

    Tenho certeza que os professores aposentados, estou incluído nessa categoria, não sofre de amnesia. Certamente jamis esquecerão esse momento de ruína do Servidor Publico Estadual, nesse governo do PT. Bem como o silêncio do nosso sindicato APLB..

  32. Mara 18 de abril de 2013 at 16:13 - Reply

    Licença-prêmio – Os professores que se aposentaram nos últimos 5 (cinco) anos e não usufruíram alguma licença-prêmio, mesmo depois de aposentados devem dar entrada em RDV solicitando o recebimento em forma de pecúnia;
    Pessoal ALEGRIA DE POBRE DURA POUCO
    .ESTA DECISÃO SÓ IRÁ COMEÇAR VALER, QUANDO FOR PUBLICADA NO DIARIO OFICIAL.QUEM ME INFORMOU FOI O PESSOAL DO SINDICATO.

  33. Alexsandro Matos 17 de abril de 2013 at 14:54 - Reply

    Em cada lugar do Brasil a paralisação ocorrerá em datas diferentes? A APLB de Araci na Bahia está divulgando a paralisação para os dias 24, 25 e 26 de abril. Eles mudaram pq fica mais cômido e parece que o presidente do sindicato precisa viajar na sexta e quer o dia de folga. O nome dele é Gisselmar. Pq?

    • assessoria 18 de abril de 2013 at 9:20 - Reply

      Alexsandro a paralisação é em rede Nacional, em todo o país nos dias 23, 24 e 25.

  34. Moisés 17 de abril de 2013 at 14:21 - Reply

    Não estou entendo a apatia do funcionalismo público diante da possibilidade de não termos reajuste. Temos que parar tudo!!!!!!!

  35. Carla 17 de abril de 2013 at 9:37 - Reply

    Rui, não li nada a respeito do aumento linear que incluiria os aposentados.O que está acontecendo?Não vai ter aumento? Os outros Sindicatos também estão silenciosos a respeito do assunto. Mas, ainda continuo acreditando na seriedade da APLB. Por isso peço-lhe uma resposta.

  36. Edna 17 de abril de 2013 at 8:13 - Reply

    Gostaria de saber o que tem na pauta sobre os funcionários administrativos? Quando fala e sobre o Pró funcionário que aqui no interior nem se fala no assunto. Estamos esquecidos

  37. RITA 16 de abril de 2013 at 17:17 - Reply

    RUY
    O SINDICATO PRECISA TOMAR CONHECIMENTO DO QUE ESTAR ACONTECENDO NAS ESCOLAS DA ILHA DE ITAPARICA.
    SEM MERENDA, SEM TRANSPORTES PARA OS ALUNOS E PROFESSORES SE LOCOMOVEREM ATÉ AS ESCOLAS.
    ESCOLAS QUERENDO COMEÇAR O ANO LETIVO SEM A MÍNIMA ESTRUTURA PARA ALUNOS E PROFESSORES.
    ESCOLAS A ESTA ALTURA SENDO TRANSFERIDA EM LOCAIS COM POUCA ILUMINAÇÃO E COM TUDO DITO ACIMA.
    E PARA COMPLETAR VAI TER RACIONAMENTO DA AGUA DURANTE 3 MESES.
    IMAGINEM COMO FICA O ALUNADO DO NOTURNO SEM TRANSPOETECOMO TAMBÉM OS PROFESSORES.
    OS COLEGAS ESTÃO SOFRENDO COM ISSO.
    MAIS ATITUDE APLB.

    • assessoria 18 de abril de 2013 at 9:36 - Reply

      Rita, procure um de nossos diretores na sede a entidade na Rua Francisco Ferraro, 45 – Nazaré ou por telefone (71) 4009-8350 para relatar o fato. Agradecemos pelo apoio.

  38. Decepçaõ 15 de abril de 2013 at 16:03 - Reply

    ESSE GOVERNO É UM TIRANO!!!!( ele vai ter o que merece.)

  39. HAROLDO CARVALHO DE MORAIS 15 de abril de 2013 at 15:58 - Reply

    Sobre a resposta do ítem 13 do Executivo Estadual:
    LICENÇA PRÊMIO: Os professores que se aposentaram nos últimos 5 (cinco) anos e não usufruiram alguma licença prêmio, mesmo depois de aposentados devem dar entrada em RDV solicitando o recebimento em forma de pecúnia.

    OCORRE QUE JÁ ME DIRIGI À DIREC/09, EM TEIXEIRA DE FREITAS PARA PROTOCOLAR O MEU REQUERIMENTO E NÃO CONSEGUI SOB ALEGAÇÃO QUE A SEC NÃO INSTRUIU E NEM AUTORIZOU O RECEBIMENTO DESSE TIPO DE REQUERIMENTO.

    Sugiro à APLB oficializar a SEC para publicar as devidas instruções para facilitar a formalização do recebimento e protocolo do referido requerimento.
    Saudações educacionais.
    EU CONFIO NA CLASSE QUE NOS REPRESENTA.

  40. Fábio Guimarães 15 de abril de 2013 at 15:40 - Reply

    Sobre o reajuste salarial deste ano o sindicato não se pronuncia. Apenas diz que o governo já o garantiu, o que é mentira! Se tivesse garantido já teríamos recebido. Em nenhum local o governo garantiu o aumento dos servidores estaduais. Quero só vê se tudo aumentará exceto o nosso salário. Que belo acordão o sindicato fez o ano passado com o governador! 14% dividido em 2X para alguns e garantia de não aumento no ano de 2013. Presente melhor do que esse para o governo não há! O governador já registrou publicamente em jornal, que é provável que não haja aumento salárial este ano. O que ele disse foi: Eu gostaria de dar o aumento, se for possível, mas se não for, paciência. E este e outros sindicatos não se pronunciaram.

  41. JAILMA MARIA CARDOSO SOUZA 15 de abril de 2013 at 15:22 - Reply

    Meu comentário foi enviado. Como saberei a resposta e quando?

  42. Alessandra 15 de abril de 2013 at 7:14 - Reply

    URV. URV. URV. URV.URV .URV. URV.URV.URV.URV.URV

  43. Aurelina Mutti 14 de abril de 2013 at 12:19 - Reply

    READAPTADOS

    TEMOS QUE OBSERVAR A SITUAÇÃO DOS PROFESSORES QUE TÊM MENOS DE 5 ANOS PARA APOSENTADORIA E OS QUE SE APOSENTARAM A MENOS DE 5 ANOS, PARA TEREM SEUS DIREITOS GARANTIDOS IGUAL AOS QUE NÃO ESTÃO NA SITUAÇÃO.

  44. decepcionada 14 de abril de 2013 at 12:00 - Reply

    RUI OU MARILENE , GOSTARIA DE SABER QUANDO É QUE ESSES ITENS ACORDADOS E APROVADOS PELA ASSEMBLÉIA PASSARÃO A VALER.

  45. Juliana de Almeida 14 de abril de 2013 at 11:38 - Reply

    Não tô entendendo nada. A APLB afirma que o reajuste está garantido de acordo INPC. O secretário de comunicação do governo, nesta sexta-feira (12 de abril de 2013) disse que ainda não se sabe quando ocorrerá, qual o índice de reajuste e se será retroativo a janeiro. Oh céus!

  46. Rosângela Fortuna Santos Rastely 14 de abril de 2013 at 6:55 - Reply

    Finalmente a redução da carga horária já está valendo este ano?
    Me respondam por favor.

  47. Adriana Silva 13 de abril de 2013 at 21:18 - Reply

    Colegas Readaptados, estou longe por morar no interior, mas bem perto no tocante ao que nos interessa: mudança da lei que tanto nos prejudica. Rogo a Deus que estejamos perto de resolver esse nosso pesadelo….tantas perdas salariais!
    PLENÁRIA DIA 22, ATENTAS!

  48. Sérgio 13 de abril de 2013 at 20:55 - Reply

    E a unificação de cadastro?

  49. Adonai 13 de abril de 2013 at 18:02 - Reply

    Por que ninguém responde as nossas dúvidas?
    Estamos solicitando uma orientação, esta ambiente é para isso ou não?

  50. Adriana Silva 13 de abril de 2013 at 14:33 - Reply

    COLEGAS READAPTADOS SOU DO INTERIOR E NÃO PODEREI ACOMPANHAR DE PERTO A PLENÁRIA DO DIA 22, MAS DEUS SABE O QUANTO ESTAREI DAQUI ORANDO PARA QUE SEJA ALTERADA ESSA LEI QUE TANTO NOS PREJUDICA.
    FAÇO TORCIDA QUE OS(AS) COLEGAS QUE PUDEREM PARTICIPAR SE FAÇAM PRESENTES EM NÚMERO SUFICIENTE PARA SERMOS BEM NOTADOS!
    DEUS NOS ILUMINE!

  51. priscila 13 de abril de 2013 at 13:07 - Reply

    Queremos saber quantas vagas real serão disponibilizadas para a alteração de carga horarria20/40hs esta alteração é um direito do servidor após o estágio probatório,principalmente quando não se tem outro vinculo empregatício.
    VAMOS A LUTA

  52. Maria 13 de abril de 2013 at 12:46 - Reply

    Por favor, o professor que ainda se encontra em estágio probatório, pode solicitar a alteração na carga horária de 20 para 40?

  53. Sotero 13 de abril de 2013 at 12:18 - Reply

    Caros amigos professores!
    E sobre o pagamento das URV de vocês, algém está lembrando disso???????????????

  54. juca 13 de abril de 2013 at 4:28 - Reply

    Esta é a nossa situação atual.
    PROFESSOR COM MAIS DE 30 ANOS DE SERVIÇO NÃO CONSEGUEM RECEBER LICENÇA PREMIO PECUNIA, EXIGEM INTERSTICIO,DIFICULTANDO O RECEBIMENTO DA MESMA.ABONO PERMANENCIA SAI A CONTA GOTA,URV, SINDICATO NÃO DÁ SATISFAÇÃO.
    O QUE NOS RESTA? AGRADECER E CONFIAR EM QUEM?
    ESTAMOS ENFRENTANDO UM DESERTO.TEMOS QUE ORAR E JEJUAR PARA QUE MILAGRES ACONTEÇAM.

  55. Maria 13 de abril de 2013 at 1:58 - Reply

    APOSENTADOS QUEREM ATITUDE, afinal colaboram com o sindicato por uma vida.

  56. Graça 12 de abril de 2013 at 19:13 - Reply

    Olá companheiros, estou indignada com o silêncio da APLB diante dos reajustes dos aposentados. Se o Sindicato não pronuncia é porque não tem nada para falar, nem está preocupado com essa situação. Deveriam esquecer também de cobrar as nossas contribuiçoes. Alguém da APLB poderá falar alguma coisa a respeito do reajuste dos aposentados? Vamos continuar cobrando. É justo ficar com o salário paralisado? Todas as classes de aposenatados tem reajustes menos nós professores Acorda APLB estamos de olho. Que Governo é esse???????????

  57. professor 12 de abril de 2013 at 17:41 - Reply

    Foi colocado no site que os processos de alteração de carga horária de 20/40h,serão analisados nesse mês de abril,mês vigente.
    O interessante é que o setor CPM, responsável da SEC,por analisar os processos e dar encaminhamento,não está sabendo de nada referente a essa situação! É SÓ LIGAR PARA O SETOR E TIRAR A DÚVIDA! NADA SABEM SOBRE NENHUM PROCESSO DE ENQUADRAMENTO!
    QUEM ESTÁ MENTINDO,diretoria da APLB??????????????????????

  58. Carlos Andrade 12 de abril de 2013 at 15:43 - Reply

    PARA CONSTRUIR ESTÁDIO A DECISÃO É RÁPIDA E TEM RECURSO. PARA PROCEDER A CORREÇÃO LINEAR DOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DA BAHIA. O ” governo Wagner está estudando, o percentual e quando” (Bahia Notícia – Sec. de Comunicação)
    Os servidores sabem que a correção linear, dos salários, é devida, desde janeiro/13, e quanto está faltando nos orçamentos domésticos. É triste e lamentável.

  59. Maria 12 de abril de 2013 at 14:44 - Reply

    Sexta, 12 de Abril de 2013 – 14:30
    Secretário nega definição de valor e retroatividade em salário de servidores
    O secretário de Comunicação do governo, Robinson Almeida, negou, em contato com o Bahia Notícias, que já está definido o índice de reajuste de 5,84%, retroativo a janeiro, para os servidores públicos estaduais. A informação foi publicada pela coluna Satélite, do jornal Correio, nesta sexta-feira (12), e repercutida pelo BN. “Não tem nada confirmado. A única certeza é que haverá reajuste extensivo a todas as categorias este ano. Mas o valor e o período de abrangência não estão garantidos. O governador tem vontade de fazer a reposição integral da inflação, mas depende da arrecadação. Estudos em curso, solicitados pelo governo, indicam que, em março de 2013, houve retração de 3,3% em relação ao mesmo período do ano passado”, pontuou Almeida. De acordo com o titular da Secom, o Estado aguarda a conclusão de uma análise técnica nos próximos dias para definir os critérios da recomposição salarial.
    Fonte: Bahia Notícias

  60. Carlos Andrade 12 de abril de 2013 at 13:48 - Reply

    Quando o problema é comum. Percebe-se a situação dos aposentados. Não se fala nada a respeito. Nossos colegas que estão na ativa, certamente ira aposentar-se. Vocês verão verão o tratamento do Governo Estadual e a desatenção da APLB, sindicato que somos filiados.

  61. Vanderley 12 de abril de 2013 at 12:54 - Reply

    Noticias IAF

    Reajuste de servidores estaduais será retroativo a janeiro
    11/04/2013

    As reivindicações do Instituto dos Auditores Fiscais do Estado da Bahia (IAF) para garantir o reajuste salarial dos mais de 260 mil servidores estaduais da Bahia têm surtido efeito. Segundo informações da coluna Satélite do jornal Correio*, diante das expectativas dos servidores, o governo do Bahia decidiu nesta quarta-feira (10) manter o mesmo percentual do reajuste de 2012 (5,84%) e garantiu que o mesmo será retroativo a janeiro. A proposta deve ser encaminhada à Assembleia nesta sexta-feira ou na próxima segunda-feira e votada na terça (16).

  62. Vanderley 12 de abril de 2013 at 12:15 - Reply

    Minha Cara Kelly

    Já recebemos o reajuste equivalente aos 7% no mês de fevereiro, os outros 7% será retroativa ao mês de março.

  63. jane cleide oliveira 12 de abril de 2013 at 11:38 - Reply

    Oi colegas!!!!

    Qual a posição da Aplb com relação as escolas que terão seus prédios vendidos para iniciativa privada? Aqui na sec ta quase pronto o edital que autoriza a venda de 10 prédios escolares. Serão provavelmente: Central, Teixeira, Manoel Novaes, Odorico, Severino. Os prédios públicos do entorno da Copa serão transformados em hotéis e centros de lazer, mas isso só em 2014. Qual a posição aplb que só sabe das coisas quando ninguém quer mais?

  64. Rafael Bastos 12 de abril de 2013 at 11:16 - Reply

    A PM já deu um ultimato ao governo. Enquanto isso, o sindicato aqui, só no BLA BLA BLA eleitoreiro.

  65. Carla 12 de abril de 2013 at 10:06 - Reply

    Rui, gostaria que vc colocasse de maneira clara sobre o aumento que irá beneficiar os aposentados.Vai sair quando? O JW deu uma data para isso acontecer? O que poderemos fazer para ajudar nesta luta, nós, aposentados.Pois é preciso ter FÈ.E isso o Governo n/ conseguiu apagar. Um abraço.

  66. RITA 12 de abril de 2013 at 8:51 - Reply

    ATENÇÃO COLEGAS READAPTADOS.

    NÃO DEIXE DE COMPARECER NO DIA 22 DE ABRIL DE 2013, NO AUDITÓRIO DA APLB SINDICATO; AS 9 h; PARA PARTICIPARMOS DA PLENÁRIA DE READAPTADOS.
    POIS, É MUITO IMPORTANTE.
    UM FORTE ABRAÇO A TODOS.

  67. RITA 12 de abril de 2013 at 8:46 - Reply

    PROFESSORES READAPTADOS.
    ACOMPANHEM O PORTAL DA APLB SINDICATO. PARA SE INFORMAR EM QUE DATA A ALTERAÇÃO NA LEI 6677; PARA CORREÇÃO DAS DISTORÇÕES.
    E VAMOS TODOS ATÉ A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA ACOMPANHAR DE PERTO.
    POIS É DE GRANDE ITERESSE PARA TODOS NÓS READAPTADOS.
    UM FORTE ABRAÇO.

  68. RITA 12 de abril de 2013 at 8:37 - Reply

    RUY
    OS PROFESSORES READAPTADOS AGUARDAM A PUBLICAÇÃO DA DATA EM QUE A ALTERAÇÃO DA LEI 6677 IRÁ PARA ASSAEMBLÉIA LEGISLATIVA, PARA CORREÇÃO DAS DISTORÇÕES.
    OBRIGADO

  69. RITA 12 de abril de 2013 at 8:04 - Reply

    INCLUSÃO NA PAUTA.
    NÃO SOMOS ESQUECIDOS NA HORA DO DESCONTO EM FOLHA.
    MAIS ESTAMOS ESQUECIDOS NA INCLUSÃO NA PAUTA.
    APOSENTADOS FILIADOS A APLB PRECISAM DE AUMENTO NO SALÁRIO; POIS ATÉ HOJE NADA .
    E A URV VAMOS MORRER SEM RECEBER?
    É LAMENTÁVEL..

  70. kelly 11 de abril de 2013 at 21:06 - Reply

    A segunda etapa do curso nao será retroativo de fevereiro.?

  71. Aurelina Mutti 11 de abril de 2013 at 19:53 - Reply

    ATENÇÃO PROFESSORES READAPTADOS:

    PLENÁRIA DIA 22/04, COMPAREÇAM, PODE SER O FIM DA LUTA DE MAIS DE 10 ANOS.

  72. Sandra Borges 11 de abril de 2013 at 17:32 - Reply

    Como ficará as manifestações do ano letivo de 2013? Ficaremos de braços cruzados?
    Será impetrado de segurança contra o governo do Estado pelo não cumprimento da Lei do Piso?

  73. Sônia 11 de abril de 2013 at 12:35 - Reply

    Boa tarde.
    A redução de carga horária reservando 1/3 da jornada para AC só é válida para o professor que tem 40 horas? E os que tem 20 horas, como é que fica esta redução?

  74. iana 11 de abril de 2013 at 11:54 - Reply

    Concordo com prof Miguel,essa redução seria progressiva a cada quinquenio.Nada mais justo,pois daria mais fôlego ao professor em final de carreira.
    quais as novidades sobre a URV? O que nos diz a APLB em relação á URV?

  75. Maria 11 de abril de 2013 at 0:49 - Reply

    ATITUDE ! ! !

    Os APOSENTADOS solicitam ATITUDE.

  76. Maria de Lourdes P.Alves 10 de abril de 2013 at 21:08 - Reply

    Quando será que o sindicato irá lembrar dos professores aposentados que ainda não tiveram aumento? Ou o sindicato esqueceu que somos filiados?

  77. ANA MARIA 10 de abril de 2013 at 19:42 - Reply

    Por que a segunda parte do dinheiro do curso não será retroativo à novembro e sim março?No edital dizia que que o pagamento seria retroativo a data da publicação e nesse caso foi em novembro.Não entendí!!!!!!

    • maria 11 de abril de 2013 at 19:05 - Reply

      Ola colega Ana Maria,

      entendi também que receberíamos a 2a. parte do curso retroativo a novembro, quem explica, por favor.

      Um abraço,

  78. Prof Miguel 10 de abril de 2013 at 17:45 - Reply

    Quanto á questão de redução de carga horária deveríamos lutar para que houvesse uma mudança, a cada quinquênio de docência seria reduzido duas aulas, por exemplo, quando um professor de 40h semanais estiver com 15 anos de regência seriam 22 aulas… com 25 anos, seriam 18 aulas…

    Colegas, não podemos esquecer da URV.

  79. Raimundo Miranda 10 de abril de 2013 at 17:28 - Reply

    muito pouco esse reajuste pelo inpc(5,85%).Creio que é lei federal o reajuste de 7,97%.Mais perdas pra categoria.

  80. Ana Julia 10 de abril de 2013 at 16:21 - Reply

    E a unificação de cadastros, APLB ou colegas podem me informar como proceder? Obrigada!

  81. JAILMA MARIA CARDOSO SOUZA 10 de abril de 2013 at 15:10 - Reply

    Me surpreendi ao ler a matéria sobre o curso Pró Funcionário. Sou funcionária -Agente Administrativo desde 1981 , Pedagoga e com Pós Graduação em Gestão e Orientação Educacional e não tive nenhuma informação quanto a esse curso. Gostaria de saber quando foi o curso. A Direc 26 não nos informou nada.

  82. professor 10 de abril de 2013 at 12:03 - Reply

    Sobre os processos de alteração de carga horária de 20/40h,o texto que diz que todos os processos serão analisados.
    Mas não diz se serão efetuados!
    Ficou dúbia essa situação!!!
    APLB,por favor responda essa questão de suma importância para os Professores que precisam resolver essa situação pendente há mais de um ano!
    Quantas vagas(em números) serão liberadas para o enquadramento?

  83. carlos andrade 10 de abril de 2013 at 10:22 - Reply

    Parece-me que a minha dúvida é comum aos demias colegas. Só vimos muitas promessas, porém de concreto nada. Aumento salarial, linear pelo INPC, quando??? Nossas despesas nao são pagas com promessas e sim com atitudes concretas.

  84. Maria 10 de abril de 2013 at 10:18 - Reply

    É lamentável ver que diante das propostas debatidas, o salário dos aposenntados ficou de fora. A APLB não pronuncia nem está preocupada com o reajuste dos aposentados. O que está acontencendo com esse Sindicato? Por que a indiferença ? Somos Sindicalistas também e faz tempo que estamos com o salário paralisado. A inflação aumentado e o nosso salário cada vaez mais desvalorizado. APLB queremos uma resposta, esse processo já está absurdo.

    Por favor faça alguma coisa. Lembra, nossa classe é alta e o Sindicato recebe uma boa quantia das nossas contribuições temos direito sim . E vamos continuar cobrando.

    Rui lembra um dia vc vai aposentar e ai?

  85. edleusa 10 de abril de 2013 at 8:29 - Reply

    Bom dia, gostaria de pontuar que seria também pertinente que a rede municipal participasse da redução da jornada, pois estamos juntos nesta mesma caminhada , teriamos mais tempo para formação continuada.

  86. ana maria rocha 10 de abril de 2013 at 0:53 - Reply

    Este sim é o maior sindicato de luta que a Bahia tem.
    Viva a nossa luta e viva a nossa APLBSINDICATO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  87. Vanilda 9 de abril de 2013 at 23:00 - Reply

    Ainda não saiu meus 7% referente ao curso. Ainda não recebi nada. E agora APLB o que devo fazer?

  88. Ribeiro 9 de abril de 2013 at 22:45 - Reply

    O principal ele não deu que é o reajuste do piso salarial!
    E várias escolas começaram antes.

  89. Adonai Ribeiro 9 de abril de 2013 at 22:30 - Reply

    Sobre a unificação de cadastro a APLB pode me informar?

  90. Emerson 9 de abril de 2013 at 22:20 - Reply

    Reajuste salarial- O governo diz que está garantido o reajuste(INPC).

    SERÁ RETROATIVO A JANEIRO? NÃO VI ESSA INFORMAÇÃO ACIMA E O GOVERNO PÕE DÚVIDA NESSA QUESTÃO.

  91. CRISTIANE 9 de abril de 2013 at 21:12 - Reply

    Qual será o percentual desse reajuste salarial baseado no INPC? Quando será pago? A nossa data-base não é janeiro? Será pago retroativo a janeiro? Por que a APLB está tão silenciosa com relação a esse reajuste?

  92. Ivonete 9 de abril de 2013 at 20:59 - Reply

    E a URV ficou no esquecimento?
    Não falam mais…até parece que já foi pago!

  93. Azenália Bulhões 9 de abril de 2013 at 20:57 - Reply

    quando vai acontecer reajuste de salário de 2013?

  94. Antonio Sales da Cruz Junior 9 de abril de 2013 at 20:49 - Reply

    A redução da carga horária em sala de aula para cumprir a lei do piso deveria ser imediatamente, até porque o governo está descumprindo a Lei desde 2008. Já deveria ter ocorrido quando da distribuição da carga horária para o ano letivo 2013, evitando que tantos colegas ficassem excedentes, como ficaram. Não ficou claro quando o governo cumprirá a Lei – ao longo do ano, quando? E o pagamento das horas-extras ocorrerá desde o mês de abril? Ou só depois que a Comissão avalie se há substitutos para a assumir a carga horária a ser deixada pelos professores programados? Pelo calendário de luta aprovado fica claro que neste ano, a direção da APLB não proporá greve, apesar dos professores com formação de nível médio continuarem recebendo suas gratificações em forma de subsídios; o reajuste do piso ser de apenas 5,84% sem garantia de que será retroativo a abril, enquanto o MEC definiu o reajuste do piso em 7,97%; a revogação dos 7% que seriam pagos parceladamente, nos anos de 2013 e 2014; e sem falar que ainda nos devem algo em torno de 15% para poderem atender a nossa reivindicação da campanha reivindicatória 2012 que resultou nos 115 dias de greve!

    sugiro que ouçam os meus comentários sobre educação, todas as quartas-feiras, às 6:50H, na http://www.93fm.com.br

  95. Telma 9 de abril de 2013 at 19:55 - Reply

    Continuando sobre o item 12: e como é feito esse afastamento de sala de aula? A SEC comunica à U.E. ou a DIREC uma listagem dos profissionais devidamente respaldados por esse acordo ou é a direção da escola que toma as devidas providências a esse respeito?

  96. Telma 9 de abril de 2013 at 19:22 - Reply

    Sobre o item nº 12: O que significam exatamente as seguintes expressões: “continua valendo” e “devidamente instruídos”? O meu processo está tramitando desde agosto/2008, já com o parecer favorável de dois procuradores datados de fevereiro e novembro de 2012, reconhecendo o meu direito à aposentadoria desde fevereiro de 2008 e tenho que estar devidamente programada pela U.E. e em atividade. E lacuna na documentação é invencionice.

    • GRAÇA 10 de abril de 2013 at 12:18 - Reply

      Oh professora Telma, a legislação te cobre minha filha, se afasta da sala de aula se você já tem certeza que seu processo está devidamente instruído. Seus direitos estão adquiridos o tempo de serviço e idade? Então…Pra quê sofrer mais???

  97. Paulo 9 de abril de 2013 at 18:32 - Reply

    O retroativo da segunda etapa do curso, não é a partir de fevereiro?

  98. Soraya 9 de abril de 2013 at 18:22 - Reply

    Sou de Salvador e a APLB também não me representa.

  99. Antonio Carlos 9 de abril de 2013 at 17:34 - Reply

    É preciso verificar a situação dos Técnicos Administrativos. Todos estão recebendo salário mínimo. Quando irá acontecer o Plano de Cargos e Salários para o pessoal Técnico Administrativo da SEC ?

  100. juliana 9 de abril de 2013 at 16:51 - Reply

    Se com mais de trinta anos de serviço está difícil receber as pecúnias,imagine depois que nos aposentarmos. O intersticio para o recebimento da mesma é um absurdo.Tenho 30 anos de serviço,recebi uma pecunia no primeiro semestre de 2012,quando solicitei novamente agora não liberaram.

  101. Marcius 9 de abril de 2013 at 16:34 - Reply

    A APLB desistiu das paralisações? Só marcaram uma série de novas reuniões? Para continuar da mesma forma e acatando tudo?

    Essa redução de carga horária (que em nada reduz o trabalho do professor) é vergonhosa. Pelo que podemos perceber, nada vai mudar!

    Decepção!

  102. Adenildes 9 de abril de 2013 at 16:34 - Reply

    Pelo que pude observar a Pauta, não inclui os aposentados.
    è bom lembrar que apesar de aposentada sou filiada à APLB com descontos em folha.
    Não se fala dos professores aposentados.Até hoje, já no mes de abril, nenhum aumento foi dado.
    CADÊ O SINDICATO ?????
    ADENILDES

  103. Adonai 9 de abril de 2013 at 16:04 - Reply

    Sobre a unificação de cadastros a APLB pode dar alguma informação?

Deixe seu comentário »