Opções

Ache fácil

Aula Pública comemora os 67 anos da APLB-Sindicato e marca o 24 de Abril – Paralisação Nacional da Educação contra a Reforma da Previdência

No dia em que comemora 67 anos, a APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia atendendo à convocação da CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, promoveu Aula Pública, na Praça da Piedade, na manhã desta quarta-feira, 24 de Abril, integrando às atividades da Paralisação Nacional da Educação contra a Reforma da Previdência. Em todo o interior do Estado e Capital os trabalhadores em Educação paralisaram suas atividades e promoveram atos de protesto e conscientização contra a Reforma da Previdência proposta pelo Governo de Bolsonaro. 

Em sua fala o coordenador-geral da APLB, o professor Rui Oliveira, enfatizou a importância da união e mobilização neste momento, destacando ainda o papel importante que o Sindicato vem desempenhando ao longo destes 67 anos. “Em tempo tão sombrios com as diversas tentativas da retirada de direitos, principalmente na área da Educação, precisamos estar juntos, sociedade e comunidade escolar, para resistir aos embates e preservar tudo o que já foi conquistado com muito suor e luta. Viva a APLB!”, explicou Rui.  

A diretora Olívia Santana em sua fala retratou a história da APLB-Sindicato e a importância do Sindicato principalmente na atual conjuntura política. Confira no vídeo abaixo que foi transmitido Ao Vivo pelas redes sociais oficiais da APLB.

Rui Oliveira convocou a categoria para as próximas atividades que fazem parte da Agenda de Luta do Sindicato, enfatizando a preparação para a Greve Geral no dia 15 de maio. Acompanhe a agenda abaixo: 

Dirigentes e trabalhadores em Educação do Interior do Estado estiveram representando algumas Delegacias e Núcleos  como  Alagoinhas, Santo Amaro, Catu, Pojuca, Entre rios, São Felipe, Livramento, Itapicuru, Conde, Nazaré, Amélia Rodrigues, São Sebastião, entre outros, além de diversos parlamentares e representantes de entidades e centrais sindicais como CUT, SSP Conlutas, CTB, Unidade Popular Socialista (Irlanda de Andrade), Aduneb (Nora de Cássia), entre outros.

Fotos: Getúlio Lefundes

Enquete

Durante o ato, foi realizada uma enquete com os participantes e a população em geral sobre a reforma da Previdência. Após a apuração, foram contabilizados 995 votos contra a reforma, 05 votos brancos ou nulos e apenas um voto a favor da nefasta reforma.

 

A APLB-Sindicato completa 67 anos neste 24 de abril. Acesse o Jornal Mural Especial de Aniversário:

 

Clique aqui para baixar (PDF, 13.95MB)

 

 

Notícias anteriores:

 

PARALISAÇÃO NACIONAL DA EDUCAÇÃO EM 24 DE ABRIL

 

Quarta-feira, 24 de abril, professores das redes estaduais e municipais de todo o Brasil – atendendo convocação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) – paralisam suas atividades por 24 horas em protesto contra a reforma da Previdência proposta pelo Governo Bolsonaro.

Na Bahia, haverá manifestações em todos os municípios.

Na capital, aula pública, às 9 horas, na Praça da Piedade.

Em todo o país crescem as manifestações pelo arquivamento da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 06/2019, que ataca as aposentadorias e direitos previdenciários de brasileiras e brasileiros.

APLB-SINDICATO, HÁ 67 ANOS NA LUTA POR UMA EDUCAÇÃO PÚBLICA LAICA, GRATUITA, DE QUALIDADE E COM PROFISSIONAIS VALORIZADOS!

Top