Opções

Ache fácil

Departamento de Funcionários da APLB discute situação da categoria na atual conjuntura

A APLB-SINDICATO realizou nesta sexta-feira (13) a primeira reunião do Departamento de Funcionários (DEFE) da entidade. Estiveram presentes o coordenador geral da APLB, professor Rui Oliveira, o diretor de Organização, José Dias e a diretora de Formação, Hércia Azevedo. Todos falaram a respeito da atual conjuntura, dando ênfase ao Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, e a crise do capitalismo. Representantes da capital e nove municípios baianos, entre eles, Nazaré das Farinhas , Ponto Novo, Santa Luz , Valente , Irará, São José do Jacuípe, Santo Estevão e Vera Cruz também participaram do encontro.

O vice coordenador do DEFE, Edmilson Almeida, falou do curso Técnico Pedagógico pró- funcionário no contextual atual. Nivaldino Félix, coordenador do departamento, fez uma abordagem da situação dos funcionários em todo o Brasil, dando ênfase ao piso salarial nacional dos trabalhadores da Educação. Ele ainda destacou a audiência que a APLB teve com o governador, Rui Costa, que prometeu pagar à categoria o salário mínimo atual, R$ 1.040.

“Os participantes falaram da realidade de cada município, foi um encontro participativo, onde decidimos continuar juntos na luta contra as malvadezas de Bolsonaro, Rui Costa e prefeitos no interior do Estado”, disse Nivaldino.

Viva a APLB e a organização dos funcionários da Educação!

Top