Opções

Ache fácil

Oposição dificulta atualização de salário dos funcionários na Assembleia Legislativa do Estado

Os parlamentares da oposição, que tem como líder o deputado Targino do DEM, estão dificultando a atualização do salário mínimo dos funcionários públicos da Bahia. A maioria dos servidores públicos do estado ainda  estão recebendo o  mínimo de 2015, ou seja, R$ 788,00.
Há dois meses, o movimento de trabalhadores públicos da Bahia esteve em audiência com o governo estadual reivindicando a atualização salarial.
Os funcionários têm necessidade desse reajuste. Esses trabalhadores, espacialmente os servidores aposentados, estão em dificuldade financeira, consequente da falta de reajuste. É lastimável a situação desses companheiros, que dedicaram parte das suas vidas ao serviço público e não são reconhecidos. Quando há possibilidade de se votar o aumento salarial, muitos deputados se opõem, usando os instrumentos regimentais para que isso não aconteça.
No último 10, na Assembleia Legislativa da Bahia, foi adiada mais uma votação para conceder o aumento dos servidores, devido a um pedido de vistas do líder da oposição. Os servidores que acompanhavam a sessão, mais uma vez se frustraram.
Se o governo tiver mesmo a intenção de aprovar o PL23.427/2019, projeto que permite o reajuste dos funcionários públicos estaduais,  terá que pressionar os deputados, como fez para aumentar  o percentual do FUNPREV, de 12% para 14%, bem como para tirar os R$ 200 milhões do PLANSERV , para fazer a reforma administrativa.
Quanto a próxima votação, é de fundamental importância que boa  parte dos servidores estejam presentes, pressionando os deputados a votarem pelo reajuste.Nivaldino Felix
Diretor de Imprensa da APLB-Sindicato
Coordenador Estadual do DEFE

Top