Opções

Ache fácil

PARE! Não destrua a nossa floresta!

Por Paulo Filgueiras

Com a sensibilidade de um Artista Plástico e Professor de arte observo com grande pesar as recentes informações dos meios de comunicação sobre a transformação política, o empobrecimento, a destruição social, educacional e ambiental do Brasil, em especial a biodiversidade da nossa floresta – a Amazônia em chama -.

No dia 21 de setembro é o dia que se comemora o DIA DA ÁRVORE no Brasil. Acontece que não teremos comemoração nesta data, pelo contrário, estamos tristes, perplexos com as queimadas e destruição da floresta amazônica. Na década de 1980, desenvolvi uma performance de ARTE na UFBA e nos anos de 1990 uma breve pesquisa sobre as Árvores. Na ocasião, aprendi que nas florestas do mundo e na Califórnia temos árvores com grandes dimensões, algumas, chegando a atingir uma altura de 114 metros e um diâmetro de 10 metros. O diâmetro da maior Sequóia do mundo é tão grande que foi escavado no seu tronco um túnel para passagem de carros. Tais florestas possuem muitas riquezas e são preservadas.

Na Amazônia temos uma variedade imensa de espécies de árvores, entre elas, a Seringueira, o Jacarandá, o Cajuaçu, a Andiroba, o Mogno, a Tatajuba, a Maçaranduba, etc. Além da riqueza da maior floresta do mundo, temos uma biodiversidade, até o presente, imensurável.

Os cientistas alertam e constatam fortes indícios de queimadas em grandes áreas da floresta amazônica destruindo as árvores e a biodiversidade, como consequência, prejuízos e protestos em todo o mundo.

Floresta e vida choram, o planeta Terra e a humanidade choram.

PARE! Não destrua a nossa FLORESTA.

Top