Opções

Ache fácil

REDE MUNICIPAL – Foi dada a largada para a Campanha Salarial 2019 – Categoria comparece em peso em assembleia e aprova a Pauta de Reivindicações

Fotos: Getúlio Lefundes e Adriana Roque

O Ginásio de Esportes dos Bancários inteiramente lotado na manhã desta quinta-feira (28), provou mais uma vez o espírito de luta aguerrido dos trabalhadores em Educação da Rede Municipal. Atendendo à convocação da direção da APLB-Sindicato, os trabalhadores compareceram em peso na Assembleia Geral da Categoria e debateram as Propostas da Pauta de Reivindicações, dando a largada para a Campanha Salarial 2019, que tem como marca “Lutar, resistir e não desistir”.

Após as discussões, a diretora Elza Melo conduziu a votação e foi APROVADA, com esmagadora maioria, a Pauta de Reivindicações 2019,  com as propostas apresentadas pela APLB-Sindicato, que foram discutidas anteriormente em reunião com os Representantes de Escola. Após a assembleia, a categoria saiu em caminhada para a entrega da Pauta de Reivindicações ao Executivo Municipal. Veja no vídeo abaixo o momento da votação:

APROVADA A PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA O ANO DE 2019

  1. Reivindicar reajuste salarial no percentual de 9,73% (nove vírgula setenta e três por cento) linear, estendendo para os professores ativos, aposentados e Reda.         
  1. Realizar  Avaliação de Desempenho para todos os professores, com vistas à mudança de referência;
  2. Reajuste do auxilio alimentação no mesmo percentual reivindicado para o reajuste do salário, ou seja, 9,73% (nove vírgula setenta e três por cento);
  1. Mudança de Nível:

4.1 Apresentar o cronograma de publicações das mudanças de nível, com datas e quantitativo de professores;

4.2 Ajuizar ação ordinária para exigir o pagamento do valor retroativo da mudança de nível. Para tanto, todos que já tiveram a mudança de nível praticada administrativamente pelo município, deverão buscar o departamento jurídico da APLB munidos dos documentos necessários para o ajuizamento da ação;

  1. Concessão das Gratificações de Estímulo ao Aprimoramento Profissional, cujos processos se encontram retidos, sem publicação;
  1. Apresentação de relatórios completos, referentes a:
    1. Licença para aprimoramento profissional
    2. Licença Prêmio
  1. Conceder o direito ao Servidor da Educação ao gozo da Licença para Tratar de Interesse Particular;
  1. Publicação imediata dos pedidos das alterações de Jornada de Trabalho (redução e ampliação);
  1. Cumprimento da Lei 068/2017, Art. 33, que trata do afastamento do servidor ao completar o seu tempo de serviço, somado à idade;
  1. Realização da Eleição para gestores escolares, no máximo, até julho, conforme cronograma em construção pela CEC – Comissão Eleitoral Central;
  1. Liberação do representante de escola para participar das reuniões oficias, convocadas pela APLB-Sindicato;

 Foi destacado pelos dirigentes da APLB-Sindicato a necessidade de uma luta diária contra todos as tentativas de derrubada de direitos dos trabalhadores e a convocação para a construção de uma agenda geral e específica foi fortalecida. Acompanhe abaixo as agendas geral e específica que foram aprovadas em assembleia nas propostas e encaminhamentos:

AGENDA GERAL:

  • Direcionar nossa luta contra o governo ultraliberal e fascista de Bolsonaro, que se curva aos ditames dos Estados Unidos, que entrega as nossas riquezas ao imperialismo, desconstrói o nosso país e retira direitos dos trabalhadores;
  • Lutar firmemente contra a Reforma da Previdência;
  •  Preparação para a greve geral;
  • Participar de todas as atividades convocadas pelas Centrais sindicais
  • 11/04 – Dia Nacional de Luta em Defesa dos Precatórios do FUNDEF;
  • 26/04 – 9h: Debate Estadual sobre a Reforma da Previdência, no Centro Cultural da Câmara de Vereadores;
  • Reunir os pais, alunos, professores e funcionários sobre a reforma da previdência utilizando o jornal mural da APLB, especifico sobre o tema;
  • Reproduzir material de fácil leitura sobre a reforma da previdência, a ser distribuído para a comunidade escolar;

  AGENDA ESPECÍFICA:

  • Aprovar Estado de Mobilização cumprindo a agenda geral convocada pelas Centrais Sindicais e a agenda específica;
  • Cobrar do Executivo Municipal a imediata instalação da Mesa Permanente de Negociação da Educação;
  • Encaminhar documento ao Secretário da Educação e Comissão Eleitoral Central, estabelecendo prazo para até o dia 05 de abril, a fim de publicar o Edital da Eleição para gestores escolares;
  • Nova assembleia logo após as primeiras negociações, precedida de reunião de representantes;

Diretores da APLB-Sindicato protocolando a Pauta de Reivindicações aprovada na assembleia.

Assista aqui a reportagem da TV APLB sobre a nossa assembleia:

Top